Estudo revela que formigueiros possuem personalidade

Biologia

Estudo revela que formigueiros possuem personalidade

Sonapeca.com.br
Publisher Logo

13 de Fevereiro de 2018

Os pesquisadores estudaram o comportamento de várias colônias de formigas e descobriram que cada formigueiro possui um caráter próprio. Um fenômeno cuja origem ainda é desconhecida.

 

Graças à genética populacional sabemos desde a década de 1930 que existem “superorganismos”, isto é, colônias muitas vezes de insetos ou de espécies marinhas cujo o comportamento coletivo pode ser interpretado como o de um único indivíduo.

 

Formigas Azteca tentando dissuadir uma formiga invasora. Crédito Alex Wild

 

Mas agora os pesquisadores estão descobrindo que um superoganismo tem sua própria personalidade assim como um indivíduo. Este é o resultado de um estudo das formigas construtoras Azteca, endêmicas do nosso continente sul americano.

 

O estudo foi conduzido sob condições naturais em uma floresta no Panamá. Pesquisadores descobriram cinco colônias de Azteca vivendo em “mutualismo” com árvores de Cecropia que constituem seu habitat e sua fonte de alimento. Em seguida eles analisaram o comportamento natural de cada colônia bem como suas reações a distúrbios criados artificialmente.

 

Especificamente os parâmetros de estudo de cada superorganismo foram os seguintes: comportamento de patrulha em seu domínio, tendência para explorar novos domínios, reação a uma vibração da árvore (simulando a presença de um vertebrado), sua reação após a destruição das folhas (simulando o ataque de outros insetos comendo folhas) e finalmente sua reação à presença de formigas de outra espécie, Atta colombica.

 

Cada  colônias com personalidade própria

 

Os cientistas descobriram que cada colônia tem seu próprio “caráter”, reagindo a distúrbios com mais ou menos agressividade ou realizando patrulhas e explorações com mais ou menos imprudência. Sua análise mostrou que seu padrão de comportamento é espalhado em um eixo agressivo e dócil, nenhuma colônia reagiu igualmente.

 

Uma formiga Azteca avalia um estrangeiro que invade seu do ninho. Crédito Alex Wild

 

Eles também descobriram que as árvores com as colônias mais agressivas são muito melhores do que aquelas com um formigueiro dócil. A agressão aparece como uma vantagem evolutiva, no entanto, os pesquisadores ainda não sabem se a personalidade de uma colônia vem da genética ou do meio ambiente. E em último caso se é o estado da árvore que o determina ou se é a consequência.

 

 

Arqueologia

Tesouro do século XII é encontrado na Abadia de Cluny interior da França

Automobilismo

Ventooz o carro que sobe pelas paredes

Galeria de Fotos

10 espécies de animais mais estranhos do planeta

Saúde

De onde vem as nossas preferências alimentares?

Astronomia

Hubble encontrou a estrela mais distante do sistema solar

Arqueologia

Conheça Machu Picchu e sua incrível história

Parceiros
Uêba - Os Melhores Links
EuTeSalvo - Salvando os melhores blogs! TrendsTops - Agregador de Links
Fake - O agregador de links mais Original da Net Ocioso
GeraLinks - Agregador de links