A biblioteca mais antiga do mundo foi fundada por uma mulher

História

A biblioteca mais antiga do mundo foi fundada por uma mulher

Sonapeca.com.br
Publisher Logo

13 de Fevereiro de 2018

A biblioteca mais antiga do mundo está localizada no Marrocos e tem mais de mil anos de idade. Fundada por uma mulher, ela foi completamente restaurada por outra mulher.

 

A tradição histórica coincide com a construção desta biblioteca, no ano 859, sob a dinastia idríida, com a construção de uma mesquita e da universidade Al Quaraouiyine. Considerada pela UNESCO como a biblioteca mais antiga do mundo ainda em operação. A história diz que a Khizanat Al-Quaraouiyine (literalmente: biblioteca da Universidade Al-Quaraouiyine) foi fundada pela vontade de uma mulher chamada Fatima Al-Fihriya.

 

Filha de um rico comerciante tunisiano sempre foi muito comprometida com sua comunidade. Fatima prometeu construir a sua custa uma mesquita e uma biblioteca para promover a cultura e  o conhecimento. Ela manteve sua palavra na morte de seus pais dedicando quase toda a herança dela à realização de seu projeto.

 

A mesquita Al Quaraouiyine, a universidade e a biblioteca ao longo dos anos foi crescendo gradualmente para acomodar mais estudantes e pesquisadores, tornando uma das principais universidades do mundo civilizado, possuindo tesouros da cultura e do conhecimento.  Na biblioteca existem manuscritos de teologia, matemática, direito, gramática, astronomia, medicina. No século XII acolheu as obras dos grandes pensadores árabe como o filósofo Averróis, o filósofo Avenpace, o geógrafo Al Idrisi, o Talmudist, Maimonides, os precursores do Sufismo como Abu Madyan e Ibn Hrizim.

 

A sala de leitura da biblioteca Khizanat Al-Quaraouiyine – Samia Errazouki / AP

 

Pouco ou mal mantido, resistido pelo clima,  Khizanat Al-Quaraouiyine essa jóia pura da arquitetura árabe-andaluza eventualmente caiu em ruína. O antigo edifício de estilo árabe-andaluz que contém quase 24 mil obras e 4.000 manuscritos antigos (os mais antigos são datados do século 7), corria os risco de cair em ruina. Um estado insustentável para o arquiteta marroquina Aziza Chaouni. Nascida em Fez, vivendo e ensinando hoje no Canadá, ela foi tocada pelo estado de degradação da biblioteca. Em 2012 o ministro marroquino da Cultura Ela a encarregou do projeto de renovação .

 

 

A renovação da biblioteca mais antiga do mundo deve nos lembrar de sua história sendo reconhecida como Património Mundial da UNESCO.

Saúde

Nova esperança para a cura da calvície

Arqueologia

Foi descoberto as mais antigas tatuagens figurativas do mundo

Astronomia

Descoberto um par de buracos negros supermassivos

Transporte

O caminhão autônomo T-pod será lançado em breve

Parceiros
Uêba - Os Melhores Links
EuTeSalvo - Salvando os melhores blogs! TrendsTops - Agregador de Links
Fake - O agregador de links mais Original da Net Ocioso
GeraLinks - Agregador de links