Kengoro, um robô japonês capaz de suar

Robótica

Kengoro, um robô japonês capaz de suar

Sonapeca.com.br
Publisher Logo

6 de janeiro de 2018

Um laboratório universitário em Tóquio, no Japão, criou robôs humanóides mais próximos da anatomia humana. Um deles é capaz de suar literalmente em caso de estresse.

 

Ele mede 1,70 metro, pesa 56 kg, é japonês e seu nome é Kengoro e o mais incrível é um robô. Criado por uma equipe da JSK Lab, no departamento de informática da Universidade de Tóquio, a máquina tem propriedades motoras fenomenais devido a nada menos que 108 motores o que lhe permite realizar exercícios  em posturas muito parecido a de um  humano.

 

Como um homem em pleno vigor Kengoro também pode suar.

 

Os cientistas imaginaram um sistema de resfriamento que não se baseia em ventilação ou radiadores, mas que fosse inspirado na transpiração humana. Este projeto remonta a meados de outubro de 2016 quando foi apresentado na Conferência Internacional de Robôs e Sistemas Inteligentes, após a conferência foram publicados os primeiros vídeos de demonstração.

 

Mas em meados de dezembro a equipe publicou um artigo na Science Robotics descrevendo o progresso de seu trabalho. Além do Kengoro, o laboratório também projetou mais dois robôs com o nome de Kenshiro e Kojiro.

 

Esses humanóides fazem parte de um projeto global para criar robôs que melhorem a compreensão da anatomia e dos comportamentos humanos para usá-los na medicina, esportes, testes de colisão, etc. Seu tamanho, proporção de diferentes partes do corpo, composição do esqueleto de alumínio, flexibilidade, articulações, tudo no Kengoro  lembra o corpo humano.

Devido a falta de espaço para inserir um sistema de refrigeração os pesquisadores usaram a própria estrutura do robô. A água circula dentro de um esqueleto de metal poroso criado em uma impressora 3D,  toda a estrutura foi construída de um pó de alumínio. Ao controlar a densidade com que este material é projetado pela impressora é possível torná-lo permeável como uma esponja.

 

O vídeo abaixo publiacado pela IEEE Spectrum mostra Kengoro fazendo alguns exercícios durante onze minutos. Foi nessa ocasião que o sistema de “transpiração” foi testado.

 

 

O nível de porosidade varia dependendo das camadas de metal para evitar que o robô goteje constantemente. O material torna-se mais poroso à medida que se aproxima da superfície, a água chegando na superfície ela pode evaporar. O equivalente a uma xícara de água desmineralizada é suficiente para executar o processo por meio dia.

 

Astronomia

Foguete Falcon 9 deixa rastro intrigante nos céus de Los Angeles

Saúde

O álcool causa danos ao DNA das células-tronco do sangue

Automobilismo

Jaguar e Google apresentam I-Pace, o novo carro autônomo

Galeria de Fotos

12 fotos finalistas do Wildlife Photographer of the Year

Saúde

Nova esperança para a cura da calvície

Astronomia

New Horizons tirou a foto mais distante da Terra

Parceiros
Uêba - Os Melhores Links
EuTeSalvo - Salvando os melhores blogs! TrendsTops - Agregador de Links
Fake - O agregador de links mais Original da Net Ocioso
GeraLinks - Agregador de links